sábado, 7 de agosto de 2010

Porque quero ser paciente e sensata...



Hoje Alice completou onze dias.
Confesso que a tranquilidade dela facilita muito tudo na vida de pais de duas crianças! Mas tem horas que aperta mesmo. Coincidência ou não, tem momentos em que a Dani resolve fazer a manha dela na mesma hora do banho em que a Alice chora de ficar roxa e rouca. E, aí é que entra a descarga de ocitocina: MUITO AMOR! Porque não tem outra explicação para uma mulher não
surtar com um bebê de onze dias berrando e querendo mamar logo depois de sair do balde (Alice toma banho de balde e ama!) e uma criança de quatro anos, passando pela crise da chegada da irmã, com o pai trabalhando fora de casa e chorando que quer ver o filme "O Segredo dos Animais" pela terceira vez no dia!
Antes eu pirava com a choradeira da Dani! Agora, minha audição seletiva de mãe de duas, consigo ignorar o
choro das duas e terminar o que estou fazendo (hoje foi vestir a Alice depois do banho). Com toda paciência do mundo, deixei Alice chorar mais um minuto e fui ligar o filme para a Dani - ELA SABE LIGAR SOZINHA - voltei e dei de mamar para a Alice!
E estou com meu psicológico intacto! HAHAHAHA - E adotei um nome do meio: PACIÊNCIA!
E, por falar em psicológico, o meu anda muito bem, obrigada! Quando eu dizia que tudo ficaria bem com a chegada da Alice, eu falava com muita fé! E tudo está muito bem!!!!
Resolver pendências tem me deixado feliz! Perceber que errei muito e que tenho consciência disso me deixa tranquila, desfazer impressões erradas de pessoas que mal conheço, mas que julguei pelas circunstâncias me deixou bem comigo mesma...
Ganhei minha paz interior, tudo que eu precisava para dormir bem! E sem olhar para trás, olhando apenas em frente, vivendo plenamente cada momento com minha família! Agora é só eliminar o ego do ciúme e seguir... Esse é difícil, tenho ciúmes até dos meus irmãos!
Mas é assim... Um dia de cada vez, porque nada acontece por acaso!

Imagens: By Daniel Isolani

Um comentário:

  1. mate esse ego!! e com vontade!!

    e, vivendo sempre "um dia de cada vez"... é isso aí!!

    VIVA a yoga tibetana!!

    ResponderExcluir