segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Mãe polvo...


Não adianta: ninguém consegue fazer tudo que uma mãe faz ao mesmo tempo!
Mulheres já são conhecidas por fazer várias coisas ao mesmo tempo. Sorry homens, mas as mulheres são privilegiadas por um cérebro que concilia arrumação, a próxima refeição, o telefonema da amiga e o trabalho... Simultaneamente.
Mas mãe... Mãe é um polvo! Consegue arrumar a casa, cuidar dos filhos, providenciar as refeições e trabalhar ao mesmo tempo! Mãe faz TUDO ao mesmo tempo!
Ter um filho já nos dá o gostinho de ser a Mulher Maravilha. Mas ter dois filhos... Nossa! Nos faz muito mais super que a Mulher Maravilha, nos faz Mãe Polvo. Ninguém que não tenha dois filhos consegue conversar com o marido, enquanto amamenta um bebê e ouve os pedidos/exigências do filho mais velho, sem deixar a cebola queimar. Será a famosa ocitocina? Ou será a necessidade? Seja como for, essa capacidade nos torna criaturas auto destrutivas, sem noção de limites e completamente super protetoras com as crias e parceiros.
Evolutivamente, essa é uma característica deletéria. Lógico, porque ao final do dia queremos matar meia dúzia. O boa noite da moça da padaria já é recebido como um ato sarcástico, digno de um "Boa noite, só se for a sua, porque a minha está uma m...". O "Não quero tomar banho, manhê." do filho mais velho é recebido como uma afronta imperdoável . O "Já lanchei com os amigos, Querida." do marido é recebido como a maior desfeita que alguém já fez na vida!
Olha o drama que envolve a Mãe polvo! Se o filho não tomar banho enquanto você termina o jantar e amamenta o filho caçula você se sente inútil! Mesmo sabendo que poupa uma energia imensurável ao não dar banho no filho mais velho. A Mãe Polvo não leva em consideração que, quando o marido não janta em casa, a quantidade de louça para lavar diminui, resultando em alguns minutos a mais para a novela. A Mãe Polvo quer que o filho mais velho esteja limpinho para colocar o pijaminha e deitar na cama limpinha que ela arrumou mais cedo. A Mãe Polvo quer que o marido faça refeições saudáveis e quer ver se o marido comeu bem para ter a certeza de que ele não ficará com fome de madrugada.
A Mãe Polvo, por mais que termine o dia entregue à exaustão AMA sentir-se no controle! Adora saber onde está tudo e adora quando todos os seus esforços são reconhecidos (o que é raro).
A maternidade amadurece, a maternidade nos transforma em seres masoquistas, a maternidade nos dá poderes desconhecidos de seres humanos comuns, a maternidade nos faz sentir satisfeitas por ter passado um dia de cão... Principalmente quando olhamos a noite as pessoas que mais amamos dormindo, serenamente, e temos a certeza de que fizemos tudo o que podíamos para contribuir com aquele sono tranquilo!



Beijos


Mãenifesto
MANIFESTAMOS PELA TOMADA DE CONSCIÊNCIA FAMILIAR. Pela valorização do papel da mãe no seio da família e pelo fim das hipócritas tentativas de minimizar a diferença que a presença dela faz.Pelo reconhecimento da vital importância da maternidade para a humanidade, e por ações sociais e políticas que valorizem e estimulem a atuação da mãe.
Assine!!!
http://www.grupocria.com.br/

3 comentários:

  1. Eu concordo com vc, a gente se cansa, mas adora tudo isso...mas às vezes umas férias são bem merecidas não é? Eu sempre me dou esse prazer, seja viajnado, passeando com amigas, indo em alguma festa sozinha! rsss...bjs

    ResponderExcluir
  2. Ahhhh esse reconhecimento... é incrível como isso nos dá vitalidade, e nos deixa super pra baixo quando nos é omitido, ou simplesmente tido como sem importãncia. Posto muito bem escrito Lu!
    bjos

    ResponderExcluir
  3. oi querida nossa adorei o post, me senti no teu lugar, sou uma mamãe polvo entao hehehe, viu to cansada e ainda dou risada hehehe...
    bjs nas florzinhas!

    Tem selinho la pra ti no meu blog!

    ResponderExcluir