segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Porque eu não delego...


Putz... Juro que nesses quatro anos de maternidade, posso contar nos dedos o número de vezes em que eu e o Daniel saímos para curtir. NUNCA nos afastamos da Dani quando ela adoeceu, muito pelo contrário. Daniela doente era sinônimo de mãe faltar trabalho e pai ficar atento a qualquer necessidade de correr no médico. Daniela começou a dormir fora no ano passado, quando desfraldou. Antes disso, ela só dormiu longe os pais na formatura do Dindo dela e na formatura da namorada do Dindo. Fora isso, ela sempre ia conosco às festas dos amigos, reuniões, jantares...
Não sei, mas achava chato pedir que outras pessoas cuidassem da minha filha para eu ir festar.
Hoje já penso diferente. Acho que a vida social do casal deve ser mantida, e também acho que a família deve ajudar.
Na madrugada de sábado para domingo, a Dani acordou a noite com febre e dor de garganta. Ficou a manhã toda molinha e febril, então decidi pedir que meus pais ficassem com ela, porque a Alice está apenas com 17 dias e fiquei com muito medo que ela pegasse a gripinha da Dani. Fomos almoçar na casa do Vô e passamos a tarde lá, atendi, deixei ela sentar no meu colo, dei os remédinhos e na hora de ir embora ela chorou que queria ficar... Sim, eu já tinha planejado e conversado com o Vô que deixaria ela dormir lá, mas tinha mudado de idéia com umas colocações que meu pai fez...
Como sempre ele fez cobranças..."Se tem dois filhos tem que se virar para cuidar.", ou "Você não pode largar a Daniela na casa dos outros porque ela vai se sentir culpada por ter ficado doente.", ou "A sua filha fica doente e eu que tenho que cuidar?" ou "A Alice pegar a gripe da Dani é um risco que você vai correr tendo duas filhas."entre outras coisas...
Enfim, nada estranho vindo do meu pai!
Meus pais criaram os filhos sozinhos, não tinham nenhum vô ou vó para ajudar, nunca saíam juntos porque não tinham com quem deixar os filhos, e só começaram a sair quando eu fiz 18 anos e podia ficar com meus irmãos mais novos. e eu ficava sempre, toda sexta... lembro que antes de casar o Dani dormia lá em casa, na sala, porque não podíamos sair, eu tinha que ficar com meu irmão caçula.
Me senti muito mal com as coisas que me foram ditas. Fiquei chateada de verdade, e na ofensa, decidi que traria a Dani para casa e ficaria com ela, mesmo correndo o risco da Alice ficar doentinha também. Mas a Dani chorou e quis ficar lá, acabamos deixando. Mas fiquei me sentindo mal, não por tê-la deixado doente na casa dos avós (mesmo porque ela recebeu muito mais carinho e colo do que eu poderia lhe dar, amamentando e operada), mas por saber o que meu pai pensava daquilo. Não senti que eu estava delegando a Dani a ninguém, mas naquele momento eu precisei de ajuda, e era uma ajuda que ninguém melhor que os avós para dar! Pensei neles porque sei o quanto eles amam a Dani e o quanto ela ama eles, e por saber que ela estaria em boas mãos. Eu não podia deixar na casa da mãe do Dani porque poderia passar para a Aninha, minha afilhada. E a Tia Avó estava bem resfriada, também não tinha condições de cuidar dela.
Mas, são as cobranças! Hoje pensei muito sobre isso, sobre o que meu pai disse e sobre eu nunca ter delegado a Dani a ninguém. Acho que, a partir de agora, vou repensar mais essas atitudes. Porque julgar e criticar é fácil... Mas na hora de ajudar, hummm... Complica!
E, desde já, vou relaxar e curtir mais, vou sair mais e deixar os avós curtirem mais as netinhas! Afinal, sair e curtir o casamento de vez em quando faz bem para qualquer casal! Mesmo que seja para tomar um guaraná (nada de cerveja, por enquanto!)

Ah, e por falar em cobranças, manifestamos pelas mães, pela conciliação de uma maternidade moderna com uma maternidade mais plena! Grupo Cria

Beijos

Um comentário:

  1. Lu,
    Concordo com vc...temos que deixar os filhos mais vezes com quem deseja ficar com ele (avós, tias, etc) pra curtir o casamento e nós mesmas. Mas nunca devemos abusar (conheço pessoas que abusam demais)..rsss...afinal, os filhos são nossos! Mas vc etá certa em manter um meio termo....beijinhos

    ResponderExcluir