quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Quer saber mais sobre o refluxo em bebês?


Há menos de uma semana tivémos o diagnóstico de refluxo oculto na Alice. Ela chora muito, e comecei a perceber que depois de mamar ela fica inquieta. Enfim, estamos tratando com medicamento e amor. Mas não é fácil, o choro dela é forte e já me peguei diversas vezes chorando com ela!
Como não sabia nada sobre o refluxo, pesquisei e resolvi postar a respeito!
O refluxo é uma falha no funcionamento das válvulas do esôfago, que impedem o retorno do leite. Essa falha (falando a grosso modo) permite que o leite volte até o esôfago ou até a boca, provocando vômitos.
Alguns bebês convivem bem com o refluxo, sem nenhum desconforto. Porém, outros apresentam certo incômodo, pois o retorno do leite provoca azia no bebê, fazendo com que ele não consiga mamar tudo o que precisa.
As formas de detectar o refluxo é observando se o bebê regurgita a cada mamada, se ele sente incômodos após as mamadas, se o bebê chora demais, ganha peso insuficientemente...
O tratamento pode ser feito, nos casos de incômodo do bebê, por medicamentos antiácidos, aliviando a azia do bebê. Em casos mais sérios, o pediatra pode encaminhar o bebê para um gastroenterologista para utilizar outros medicamentos.
e o leite materno é, sem dúvida, um aliado, por ser hipoalergênico e de fácil digestão. Uma solução seria o bebê mamar várias vezes, sem encher o estômago, evitando o reflluxo.
No caso da Alice, demoramos para suspeitar do refluxo, porque ela não regurgita, ganha peso muito bem, só chorava demais e era um choro dolorido, sem vômitos. Por isso, refluxo oculto.
À medida que o bebê cresce, as válvulas do aparelho digestório do bebê amadurecem e começam a funcionar adequadamente, e o refluxo desaparece. Ou seja, temos que dar tempo ao tempo! Logo, logo minha gatinha não precisará mais de remedinhos e ficará super bem, sem refluxo!
É isso, refluxo não é nenhum bicho de sete cabeças. É incômodo, mas passa!

Beijos

Um comentário:

  1. Talvez aqui você encontre dicas para a sua alimentação, não sei, teria que ler os arquivos inteiros. Pode ser que ajude:

    http://alimentosaudeinfantil.wordpress.com/category/refluxo-gastroesofagico/

    ResponderExcluir